STF

Brasil Moraes envia inquérito sobre Salles à Justiça Federal do Pará

Moraes envia inquérito sobre Salles à Justiça Federal do Pará

Decisão do ministro do STF atende a pedido da Polícia Federal, já que Salles não é mais ministro do Meio Ambiente 

  • Brasil | Do R7

Sallles é investigado em operação que mira acusados de facilitar a exportação ilegal de madeira

Sallles é investigado em operação que mira acusados de facilitar a exportação ilegal de madeira

Carolina Antunes/PR - 12.02.2020

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu nesta terça-feira (20) encaminhar as investigações contra o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles para a Justiça Federal de Altamira (PA). A determinação atende a pedido da Polícia Federal, já que Salles não tem mais foro privilegiado por ter sido exonerado da pasta.

As investigações fazem parte da Operação Akuanduba, que mira funcionários da administração pública acusados de facilitar a exportação ilegal de madeira e apurar crimes contra a administração pública (corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e, especialmente, facilitação de contrabando) praticados por servidores e empresários do ramo madeireiro. O ex-ministro nega as acusações. Salles foi exonerado do cargo no dia 23 de junho. 

"Isso porque, se por um lado, a presente investigação versa sobre diversos crimes, inclusive funcionais, dúvida não há de que os produtos florestais apreendidos pelas autoridades norte-americanas ou são oriundos, em sua maior parte, de áreas de concessão florestais no interior da Floresta Nacional de Altamira, ou foram extraídas de outras áreas, provavelmente próximas, mas legalizados por meio de documentos ideologicamente falsos dessas mesmas concessões", afirma o ministro na decisão.

Outra investigação, que estava com a ministra Cármen Lúcia, também foi enviada ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Dessa forma, não há mais competência penal no STF para supervisionar os inquéritos.

Últimas