Brasil Moro afirma que não há acordo para assumir cadeira no STF

Moro afirma que não há acordo para assumir cadeira no STF

Bolsonaro disse, no domingo (12), que o ministro será o próximo indicado para assumir uma das cadeiras do Supremo assim que houver vaga

Bolsonaro

Moro é o atual ministro da Justiça

Moro é o atual ministro da Justiça

Adriano Machado/Reuters - 15.3.2019

O ministro da Justiça Sérgio Moro disse, nesta segunda-feira (13) ao Ric Mais Notícias, que não aceitou a chefia da pasta em troca de uma cadeira no STF (Supremo Tribunal Federal). 

“Me sinto honrado com o que o presidente falou. Mas assim, não tem a vaga no momento. E quando surgir a vaga o presidente vai avaliar se manterá o convite, e eu vou avaliar se aceitarei o convite, se for feito, evidentemente. Então não é uma coisa que hoje se encontra na minha mente. Meu trabalho hoje é desempenhar minhas funções dentro do ministério, e fazer um bom trabalho na área de justiça e segurança pública”, afirmou Moro.

No domingo (12), o presidente Jair Bolsonaro disse que Moro será o indicado para a próxima vaga do STF que ficar disponível. Isto provavelmente acontecerá em novembro de 2020, com a aposentadoria do ministro Celso de Mello.

Para Bolsonaro, Moro tem qualificação e que tem um acordo com ele. “Eu fiz um compromisso com ele. A primeira vaga que tiver lá, estará à disposição (dele)”, disse.

Moro disse também que foi convidado para chefiar o ministério e que aceitou. "Não houve estabelecimentos de condições: ah eu só vou se me convidar para ir para o supremo depois… não teve nada disso. Isso até seria inapropriado“, afirmou.