STF

Brasil Mourão vê impeachment contra ministros barrado no Senado

Mourão vê impeachment contra ministros barrado no Senado

Vice-presidente avalia que manifestação de Bolsonaro não visa "colocar mais lenha" no conflito entre os Poderes da República

  • Brasil | Do R7

"Acho difícil o Senado aceitar", avalia Mourão

"Acho difícil o Senado aceitar", avalia Mourão

DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO - 26.5.2021

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, comentou nesta segunda-feira (16) a fala do presidente Jair Bolsonaro de que vai apresentar um pedido de impeachmente contra os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre Moraes e Luis Robero Barroso.

Na avaliação de Mourão, a manifestação será barrada pelo Congresso. "Ele [Bolsonaro] vai pedir para o Senado e vamos ver o que vai acontecer. Acho difícil o Senado aceitar", avaliou.

Para o vice-presidente, o eventual pedido de Bolsonaro não visa "de arrefecer ou colocar mais lenha na fogueira" do conflito entre os Poderes da República. "O presidente tem a visão dele e considera que esses ministros estão passando dos limites em algumas decisões e uma das saídas, dentro da nossa Constituição, no artigo 52 seria o impeachment", disse Mourão.

Ao comentar a prisão do ex-deputado federal e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, Mourão avalia que o ministro Alexandre de Moraes poderia ter tomado uma decisão diferente, "sem mandar prender por uma opinião". "Não considero que o Roberto Jefferson seja uma ameaça para a democracia tão latente", afirmou o vice-presidente.

Últimas