Mulher de Cunha passeia em shopping de luxo de Brasília

Claudia Cruz ficou conhecida por gastos exorbitantes em lojas de grife no mundo todo

Mulher de Cunha passeia em shopping de luxo de Brasília

Claudia Cruz caminha em frente à loja da Gucci

Claudia Cruz caminha em frente à loja da Gucci

Reprodução/Twitter/@colunadoestadao

Suspeita de gastar milhares de dólares desviados da Petrobras em lojas de grife ao redor do mundo, a mulher do deputado afastado Eduardo Cunha, Claudia Cruz, foi flagrada nesta semana caminhando pelo Shopping Iguatemi, em Brasília. O centro de compras é o mais luxuoso da capital federal. A foto foi divulgada pelo blog Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo. 

Investigada pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal, o caso que envolve Claudia Cruz tramita na 13ª Vara Federal de Curitiba, sob os cuidados do juiz Sérgio Moro. Na semana passada, ela prestou depoimento e disse que era o marido quem autorizava os gastos em butiques caras em Miami, Paris, Nova York e Dubai.

Por não ter foro privilegiado, a dona de casa teme uma ordem de prisão emitida por Moro. Cunha tentou transferir o processo para o STF (Supremo Tribunal Federal), onde correm ações contra ele, mas até agora não obteve sucesso.

Cunha diz que era dependente do cartão de crédito da mulher

Cunha disse no Conselho de Ética da Câmara que Claudia é dona de uma conta na Suíça e que os cartões de crédito que efetuaram diversos gastos em viagens internacionais da família são dela. A mulher, porém, contou outra história à polícia, diz que o responsável por administrar tudo era o marido. 

Apesar disso, a situação de Cunha no STF não é nada boa. Está nas mãos do ministro Teori Zavascki um pedido de prisão do deputado, acusado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de continuar tentando interferir nas investigações da Lava Jato.

Mulher de Cunha diz que recebeu R$ 5 milhões em indenização da Justiça do Trabalho