Brasil Museu de História Natural em NY cancela homenagem a Bolsonaro

Museu de História Natural em NY cancela homenagem a Bolsonaro

Presidente vai receber o prêmio "Personalidade do Ano" da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, em 14 de maio, em outro local

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL)

CESAR SALES/AM PRESS & IMAGES/ESTADÃO CONTEÚDO

O Museu de História Natural dos Estados Unidos, em Nova York, anunciou nesta segunda-feira (15) no Twitter que não sediará mais a homenagem ao presidente Jair Bolsonaro, que estava agendada para maio. Bolsonaro foi escolhido para receber o prêmio "Personalidade do Ano" da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, em jantar de gala, em 14 de maio.

Leia mais: Embaixada nos EUA vira alvo de disputa. Nome não foi definido

"Com respeito mútuo pelo trabalho e pelos objetivos de nossas organizações individuais, concordamos em conjunto que o Museu não é o local ideal para o jantar de gala da Câmara de Comércio, que será realizado em um outro espaço", afirmou a instituição em nota na rede social.

O fato de o prêmio ser no museu repercutiu e teve críticas de movimentos ligados ao meio ambiente. Na sexta-feira (12), o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, pediu que a homenagem a Bolsonaro no Museu de História Natural fosse cancelada, e disse que o presidente brasileiro é "um ser humano perigoso".