Eleições 2018
Brasil Número de eleitores no exterior mais que dobra em duas eleições

Número de eleitores no exterior mais que dobra em duas eleições

Cidades de Boston, Miami e Tóquio lideram a quantidade de brasileiros habilitados a votar fora do país nas eleições deste ano

Voto no Exterior

Mais de 500 mil podem votar fora do Brasil neste ano

Mais de 500 mil podem votar fora do Brasil neste ano

Divulgação/TSE

O número de eleitores brasileiros habilitados para votar fora do país saltou de 200.392 para 500.727 desde 2010 (+149%). Na comparação com a última eleição geral, em 2014, a quantidade de eleitores cresceu 41,3%.

Como o Brasil possuí 147.302.357 de eleitores habilitados para escolher seus representantes neste ano, significa dizer que 0,3% não residem em território nacional. 

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), os cidadãos que possuem domicílio eleitoral no exterior têm o voto exigido apenas nas eleições para presidente e vice-presidente da República.

Número de jovens eleitores despenca 40% nas eleições 2018

Com 35.044 habilitados para votar neste ano, a cidade de Boston (EUA) tomou o posto de Miami (EUA) como o local com mais eleitores brasileiros cadastrados para votar fora do Brasil no pleito deste ano.

Boston é a cidade com mais eleitores fora do Brasil

Boston é a cidade com mais eleitores fora do Brasil

Wikimedia Commons

Para assumir a liderança, o número de eleitores brasileiros em Boston cresceu 92,75% em comparação com o pleito de 2014 e 184% ante o ano de 2010.

Já a quantidade de votantes em Miami, cresceu 54% nos últimos quatro anos e 234% desde 2010. No local, 34.356 estão habilitados para escolher seus candidatos a presidente e vice.

Na sequência do ranking, aparecem as cidades de Tóquio (Japão), Londres (Inglaterra) e Nagoya (Japão) com 26.092, 25.917 e 24.515 eleitores brasileiros, respectivamente.

Biometria chega a 59% do eleitorado e tem desafio nas eleições de 2018

Nova York (EUA), cidade que tinha o maior número de eleitores brasileiros em 2010, agora figura na quinta colocação do ranking, com 23.148 eleitores cadastrados, número 9,8% maior do que o verificado há oito anos.

O TSE reforça que os brasileiros que moram foram do país, mas mantêm o domicílio eleitoral em município brasileiro continuam obrigados a votar em todas as eleições. Sendo assim, eles devem justificar suas ausências.

Entenda o funcionamento da urna eletrônica