CPI da Covid

Brasil Omar Aziz adia votação de requerimentos da CPI da Covid

Omar Aziz adia votação de requerimentos da CPI da Covid

Entre os pedidos estava a quebra de sigilo telefônico e telemático de Carlos Bolsonaro, Eduardo Pazuello e Fabio Wajngarten

  • Brasil | Do R7

CPI pode quebrar sigilo de Carlos Bolsonaro

CPI pode quebrar sigilo de Carlos Bolsonaro

Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro/ Divulgação

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), anunciou na abertura da sessão desta terça-feira (8) o adiamento da votação dos 24 requerimentos que estavam na pauta da comissão desta terça-feira (8).

De acordo com Aziz, após o depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta terça, os senadores decidirão se a votação será quarta-feira (9) ou quinta-feira (10).

Entre os pedidos dos senadores estavam as transferências de dados telefônicos e telemáticos (qualquer transmissão de dados pela internet) de várias pessoas ligadas de alguma forma ao governo federal.

Entre os principais nomes que teriam a quebra do sigilo estão o vereador do Rio Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, o ex-secretário da Comunicação Fabio Wajngarten e do assessor internacional do governo, Filipe Martins.

Carlos Bolsonaro participou de uma reunião da Pfizer com o governo em dezembro do ano passado.

Também estava prevista a votação para convocação do ex-ministro da Cidadania Osmar Terra, considerado um dos integrantes do suposto gabinete paralelo de Bolsonaro.

Últimas