CPI da Covid

Brasil Pacheco autoriza prorrogação por mais 90 dias da CPI da Covid

Pacheco autoriza prorrogação por mais 90 dias da CPI da Covid

Medida garante que os trabalhos cheguem até o dia 2 de novembro, mas a comissão ainda pode ser postergada mais vezes

  • Brasil | Do R7

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco

Adriano Machado/Reuters - 07.07.2021

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou na noite desta quarta-feira (13) a prorrogação do prazo de funcionamento da CPI da Covid por mais 90 dias a partir de 7 de agosto. Ele acolheu requerimento apresentado nesse sentido.

A comissão, que investiga omissões do governo Bolsonaro e desvios de verbas federais por estados e municípios no combate à pandemia, foi instalada em 27 de abril com prazo de 90 dias. Considerando que haverá recesso entre os dias 18 e 31 de julho, o prazo final para os trabalhos seria 7 de agosto.

O recesso só ocorre, porém, se o Senado já tiver votado a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022. Se isso não acontecer, não há recesso e o prazo atual da CPI acabaria em 26 de julho.

Com ou sem o recesso a nova prorrogação garantirá que os trabalhos chegarão no máximo ao dia 1º de novembro, mas a comissão ainda pode ser postergada mais vezes, até completar 1 ano de investigação.

Últimas