Pai chora ao ver nome da filha em berço no local da quarentena

Voos da FAB trarão, entre brasileiros e estrangeiros, 34 moradores de Wuhan, epicentro do coronavírus, na China

Pai se surpreende ao ver o nome da filha em berço

Pai se surpreende ao ver o nome da filha em berço

Divulgação/Ministério da Defesa

Luís Pablo Lassale, pai da pequena Isabela, de um ano e meio, chorou ao ver a foto do berço preparado para ela pela Força Aérea Brasileira (FAB) na base aérea de Anápolis, em Goiás. No local, ela ficará ao lado da mãe, a chinesa Hui Zhang, por 18 dias.

No grupo de 34 pessoas que une brasileiros e estrangeiros estarão oito crianças, entre as quais Isabela. Também ficarão isolados a equipe médica dos dois voos da FAB e os militares que fizeram parte da tripulação. A expectativa é que desembarquem em Anápolis na noite de sábado.

Vídeo da FAB mostra estrutura montada em local da quarentena

Nas fotos divulgadas pelo Ministério da Defesa na tarde desta sexta-feira (7) também pode-se ver um brinquedo pula-pula e um segundo berço, com o nome de Matheus.

Outro destaque é um kit de boas-vindas em cada um dos quartos destinados à quarentena, com direito a frutas e cartão.

Ao saber das imagens pela reportagem do R7, Lassale primeiro desconfiou. "É pra minha menina?", questionou. Depois de ver o nome, se emocionou. "Chorei aqui", admitiu.

Horas depois ele publicou a foto e um agradecimento no Facebook.

Ele não sabe dizer se a decoração foi sugerida pela mulher. O ilustrador argentino, que está no Brasil, perdeu a comunicação com a família no fim da manhã desta sexta, desde que o grupo chegou ao aeroporto de Wuhan.

Hui Zhang levou a filha para conhecer sua família na China há 97 dias. Elas retornariam em 25 de janeiro, mas dois dias antes o aeroporto foi fechado por causa do surto de coronavírus.

O hotel

O hotel, montado dentro da base área, terá 38 suítes, com TV, internet, frigobar, ventilador, telefone e ar condicionado. 

A aréa externa do local contará ainda com áreas de lazer e entretenimento infantil e adulto. 

O grupo terá direito a seis alimentações diárias e precisará usar máscaras quando estiver nas áreas comuns da instalação.