Pai de Flávio Dino, governador do Maranhão, morre vítima de covid-19

Sálvio Dino tinha 88 anos e era membro da Academia Maranhense de Letras. Exerceu também cargos políticos, como o de deputado estadual

Sálvio Dino, pai de Flávio Dino, tinha 88 anos

Sálvio Dino, pai de Flávio Dino, tinha 88 anos

Divulgação/Agência Assembleia do Maranhão

Sálvio Dino, pai do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), morreu nesta segunda-feira (24) vítima de covid-19. Ele tinha 88 anos e estava internado em um hospital de São Luís, capital maranhense.

A informação foi divulgada pelo próprio governador em uma rede social. Flávio afirmou que o pai lutou com humildade e coragem e lembrou o poema "Canção do Tamoio" de Gonçalves Dias, que recitou com Sálvio na semana passada. O pai do governador era escritor e membro da Academia Maranhense de Letras.

Sálvio também teve atuação política e chegou a exercer o cargo de deputado estadual e de prefeito do município de João Lisboa.

Veja governadores que anunciaram que contraíram covid-19

Veja a nota divulgada pelo governo do Maranhão:

O Governo do Maranhão lamenta profundamente o falecimento do ex-deputado estadual e ex-prefeito de João Lisboa, Sálvio Dino, aos 88 anos, vítima de Covid-19.

Sálvio Dino nasceu em 5 de junho de 1932 em Grajaú, e era bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de São Luís.

Homem da literatura, Sálvio Dino ocupava a cadeira número 32 da Academia Maranhense de Letras. Suas obras incluíam poesias, contos, crônicas e relatos históricos e biográficos.

Na vida política, Sálvio Dino foi um grande defensor das instituições democráticas. Foi preso e teve seus direitos políticos cassados pela ditadura militar, em 1964.

O Governo se solidariza em especial com a família e os amigos de Sálvio Dino neste momento de perda e dor.