Brasil País precisa de mais seriedade e menos desgoverno, diz PSDB

País precisa de mais seriedade e menos desgoverno, diz PSDB

Após demissão de Teich, presidente do partido, Bruno Araújo, disse que governo de Bolsonaro não tem "plano factível" para combate à pandemia

  • Brasil | Do R7, com Estadão Conteúdo

PSDB criticou governo de Bolsonaro

PSDB criticou governo de Bolsonaro

Pedro Ladeira/Folhapress - 31.05.2020

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, afirmou nesta sexta-feira (15) que a saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde confirma o que todos os brasileiros já sabem, que o governo do presidente Jair Bolsonaro "não tem planos factíveis para combater a pandemia que ameaça o País."

"Ao invés de buscar soluções, o presidente tem preferido desmoralizar agentes públicos e confrontar governadores e prefeitos que realmente fazem o trabalho de combate à doença. Enquanto milhares morrem perdemos tempos em políticas de tentativas e erro. A sociedade, apreensiva e perplexa, merece mais respeito, mais seriedade, menos desgoverno, menos absurdo", diz Araújo em nota.

Políticos e autoridades repercutem demissão de Nelson Teich

O líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Carlos Sampaio, afirmou que saída de Teich é lamentável. 

Leia a nota na íntegra:

“É lamentável que, no momento em que as instituições estão buscando estreitar o diálogo para enfrentar a pandemia, como ocorreu ontem no encontro entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente Jair Bolsonaro, e em que são registradas mais de 800 mortes em 24 horas, o país se depare com a segunda troca no Ministério da Saúde, em um mês, ainda que a pedido do seu titular.

O que se espera é que o próximo ministro assuma suas funções com esse espírito de união, que começou a ser desenhado no dia de ontem, e que faça parte da construção desse grande entendimento, essencial para o fortalecimento do Brasil nesse momento de grave crise que vivemos."

Últimas