Pandemia acelera tendências de comportamento dos consumidores

A importância da comunicação e da publicidade durante a pandemia é o tema do Estúdio News desta quarta-feira (27)

Nelcina Tropardi, Gustavo Toledo e Melissa Vogel

Nelcina Tropardi, Gustavo Toledo e Melissa Vogel

Divulgação

A crise do coronavírus e o isolamento social alteraram o comportamento das pessoas e a forma como elas se informam e consomem. Nesta quarta-feira (27), o Estúdio News conversa sobre esse assunto com a presidente da Associação Brasileira de Anunciante (ABA), Nelcina Tropardi, e com a CEO da Kantar IBOPE Media no Brasil, Melissa Vogel. 

Uma das primeiras consequências da quarentena em relação à mídia foi a explosão do consumo de vídeo. A busca incessante por informação e a necessidade de acesso ao lazer e entretenimento colocoram a televisão como tela central na casa das pessoas. Segundo Melissa Vogel, uma das tendências aceleradas durante esse período foi a multiconexão, ou seja, a integração de canais on-line e off-line.

“Isso sempre foi um fato, mas a gente percebeu uma intensificação da ação das pessoas consumirem alguma coisa na televisão e irem para as mídias sociais para comentar e gerar conversa. Ao mesmo tempo que as pessoas consomem os mais diferentes tipos de vídeo, elas também querem comentar e compartilhar com outras pessoas nas plataformas digitais”.

Outra particularidade levantada pelo estudo da Kantar, no início do período de isolamento, foi a preocupação que as pessoas demonstraram com a forma como as empresas se posicionariam neste novo cenário. Para Nelcina, as marcas precisam manter um diálogo com o consumidor.

“Em um momento de crise é fundamental que a marca responda de forma rápida e totalmente alinhada aos valores que ela tem e que ela vem mostrando ao longo do tempo. Eu acredito que um relacionamento mais forte com o consumidor, baseado nos valores, será uma realidade pós-pandemia”.

O Estúdio News vai ao ar às quartas-feiras, às 22h. A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.