Novo Coronavírus

Brasil Pandemia gera 9 mil denúncias de irregularidades trabalhistas ao MPT

Pandemia gera 9 mil denúncias de irregularidades trabalhistas ao MPT

Foram abertos 1.747 inquéritos civis em todo o país relacionadas à covid-19, que vão de falta de proteção à saúde a demissões em massa 

  • Brasil | Do R7

Falta de proteção está entre as queixas registradas

Falta de proteção está entre as queixas registradas

Flavio Lo Scalzo / Reuters - 19.3.2020

O MPT (Ministério Público do Trabalho) recebeu 9.077 denúncias de violações trabalhistas relacionadas à disseminação do novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira (20) pelo órgão.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Foram abertos 1.747 inquéritos em todo o país. O número representa aumento de 32% em relação à semana passada, quando haviam sido abertos 1.322 inquéritos civis. De acordo com o MPT, entre as reclamações há registros de falta de proteção à saúde e à segurança do trabalhador, demissões em massa e também de fraudes em rescisões contratuais.

Leia também: Denúncias de falta de EPIs disparam e 740 enfermeiros são afastados (SP)

O MPT emitiu ao menos 6.163 recomendações para conscientizar diversos setores econômicos sobre as medidas a serem adotadas durante a pandemia. Até esta segunda, haviam sido realizadas realizadas 131 mediações e ajuizadas 45 ACPs (ações civis públicas) - quando os acordos extrajudiciais não são possíveis. No dia 13 de abril, o número era de 100 procedimentos de mediação e 30 ACPs.

Últimas