Brasil Para Bolsonaro, volta de Kirchner faria Argentina virar nova Venezuela

Para Bolsonaro, volta de Kirchner faria Argentina virar nova Venezuela

Presidente afirmou que preocupações devem se voltar ao argentinos caso ex-presidente vença as eleições previstas para acontecerem em outubro

Reuters
Argentina pode virar nova Venezuela caso Kirchner seja eleita, diz Bolsonaro

Argentina pode virar nova Venezuela caso Kirchner seja eleita, diz Bolsonaro

EDUARDO VALENTE/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta sexta-feira (3) a possibilidade de a ex-presidente argentina Cristina Kirchner vencer a eleição prevista para outubro deste ano no país vizinho.

Sem citar o nome da ex-presidente, Bolsonaro abriu seu discurso na cerimônia de formatura do Instituto Rio Branco, com os novos diplomatas brasileiros, afirmando que as preocupações agora devem se voltar à Argentina e que ninguém quer uma nova Venezuela no sul da América do Sul.

Leia mais: Em live, Bolsonaro reafirma que não cobrará impostos de igrejas

Na noite de quinta-feira (2), em uma transmissão ao vivo, Bolsonaro argumentou que a ex-presidente argentina é ligada aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, além do ex-presidente venezuelano Hugo Chávez e o atual mandatário daquele país, Nicolás Maduro. 

"Se isso voltar, com toda a certeza a Argentina vai entrar numa situação semelhante à da Venezuela", disse Bolsonaro na quinta-feira.

Nesta sexta, o presidente também fez um apelo aos novos diplomatas do Itamaraty para que trabalhem para um Brasil aberto aos grandes fluxos econômicos e para defenderem a democracia e a liberdade.

Últimas