Para líderes, votação da reforma da Previdência deve começar na quarta

Além dos debates, os deputados a favor da reforma precisam ainda vencer todo o trabalho de obstrução da oposição, o que pode levar tempo

Vista do plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília

Vista do plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília

MARCOS SOUZA/NASCIMENTOSOUZAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Líderes de partidos que estiveram reunidos com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mais cedo acreditam que o dia deve ser apenas de debates no plenário da Câmara e que a votação da reforma da Previdência deve começar apenas na quarta-feira (9).

O líder do MDB, Baleia Rossi, prevê que o dia deve ser tomado pelas falas dos deputados contra e a favor da reforma.

Leia mais: Entenda os principais pontos do relatório da reforma da Previdência

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), disse que, por ela, a votação teria início mesmo que na madrugada, mas que há deputados que preferem iniciar apenas amanhã cedo.

Além dos debates, os deputados a favor da reforma precisam ainda vencer todo o trabalho de obstrução da oposição, o que pode levar tempo.

Maia abriu às 16h47 a sessão do plenário da Casa que vai deliberar sobre a Reforma da Previdência.

Ele incluiu na pauta da sessão, porém, a votação de um projeto de lei para incluir a vaquejada como manifestação cultural nacional e elevar essa prática à condição de bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro. O texto também regulamenta os rodeios e provas e laço.