Brasil PF apura desvios de R$ 1,6 milhão na saúde e educação em Roraima

PF apura desvios de R$ 1,6 milhão na saúde e educação em Roraima

Policiais cumprem cinco mandados de busca e apreensão. Dinheiro seria destinado ao município de Iracema, interior do Estado

  • Brasil | Do R7

PF faz operação contra grupo que desviou R$ 1,6 milhão da saúde e educação em Roraima

PF faz operação contra grupo que desviou R$ 1,6 milhão da saúde e educação em Roraima

Divulgação/PF

A PF (Polícia Federal) deflagrou na manhã desta quinta-feira (4) a Operação Hermano. A ação visa investigar desvios de mais de R$ 1,6 milhão, entre dezembro de 2017 e junho de 2019, inicialmente destinados a saúde e educação no município de Iracema, interior de Roraima.

Leia mais: Moraes manda PF investigar venda de dados de ministros do STF

Os policiais cumprem cinco mandados de busca e apreensão expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal em Roraima, após representação da autoridade policial e manifestação favorável do MPF (Ministério Público Federal).

As investigações apontam para um esquema que teria envolvimento de um ex-secretário municipal de finanças e do então coordenador do Fundo Municipal de Saúde, que seriam responsáveis por autorizar a saída dos recursos dos cofres públicos.

De acordo com a PF, um sócio da empresa de contabilidade contratada pelo município de Iracema teria sido o responsável por indicar a construtora que receberia os recursos. Além disso, o sócio, segundo a investigação, orientava os colegas sobre como dificultar a atuação de órgãos de fiscalização.

Mais de um R$ 1,6 milhão teriam sido transferidos para a construtora irregularmente, sem qualquer procedimento e possivelmente integralmente desviados, não havendo registros de prestação de serviços ou entrega de quaisquer produtos.

Últimas