PF cumpre buscas em operação contra pornografia infantil

Autoridades afirmam que pena para crime de publicação de imagens de pornografia infantil é de três a seis anos de reclusão

PF cumpre buscas em três cidades

PF cumpre buscas em três cidades

Divulgação/Polícia Federal

A PF (Polícia Federal) inicia nesta quarta-feira (11) a terceira fase da operação Pedomom. As autoridades cumprem mandados de busca em Cerquilho, São Paulo e Iguape. 

O objetivo é encerrar a investigação iniciada na Ucrânia e enviada ao Brasil pela Interpol, cujo resultado foi a identificação de seis vítimas de abusos sexuais infantis.

Segundo a PF, "o crime de publicação de imagens de pornografia infantil prevê pena de 3 a 6 anos de reclusão. Já o estupro de vulneráveis prevê de 8 a 15 anos de prisão".

Em maio do ano passado, identificaram um brasileiro que foi preso em Iguapé depois de comunicação da Interpol sobre a prisão de um casal de ucranianos que produzia e distribuía arquivos contendo imagens de abuso sexual infantil naquele país. 

O brasileiro preso em maio tentou destruir o laptop e celular, mas não conseguiu. A PF identificou arquivos contendo cenas de abuso sexual praticadas por ele em companhia de duas mulheres, tendo duas crianças como vítimas.