PF deflagra operação que investiga ameaças a consulado chinês em SP

Funcionário procurou autoridades para comunicar o recebimento de e-mail que pedia o fechamento da representação consular, sob ameaças de ataques

Funcionário recebeu e-mail com ameaças

Funcionário recebeu e-mail com ameaças

Divulgação/ PF - 24.08.2020

A PF (Polícia Federal) deflagrou nesta segunda-feira (24) a operação Pronta Resposta, por causa de ameaças contra o Consulado da República Popular da China, em São Paulo. 

De acordo com a PF, na última sexta-feira (21), um representante do consulado chinês procurou as autoridades para comunicar o recebimento de um e-mail que pedia o fechamento da representação consular, sob ameaças de ataques terroristas.

Segundo as mensagens, os ataques começariam nesta segunda e, por isso, a PF fez protocolos de urgência e identificou a origem do ataque. 

As autoridades cumprem mandado de busca e apreensão na residência do investigado. Foram apreendidos computadores e aparelhos celulares em busca da motivação do crime e da eventual participação de outros envolvidos.