Polícia usa spray de pimenta para conter bolsonaristas em Brasília

Pedestres podem circular neste domingo pela Esplanada dos Ministérios, mas grupo de pessoas tentou furar barreira em frente ao Itamaraty

Atos na Esplanada foram liberados neste domingo

Atos na Esplanada foram liberados neste domingo

EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Após um início de confusão em frente ao Palácio do Itamaraty, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) fez uso de spray de pimenta para dispersar manifestantes bolsonaristas que tentaram ultrapassar a barreira montada na Esplanada dos Ministérios.

DF tem atos pró e contra o governo Bolsonaro neste domingo

Ao contrário do que ocorreu no último domingo (14), não há proibição para a circulação de pedestres ao longo dos ministérios. Os manifestantes contra e a favor do governo Jair Bolsonaro, no entanto, não têm acesso às áreas que circundam o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto - todos situados na Praça dos Três Poderes.

Bolsonaro acompanha no Rio velório de paraquedista morto em treino

Ao chegarem à barreira montada pela PMDF em frente ao Congresso Nacional e ao Palácio do Itamaraty, parte dos bolsonaristas que até então protestavam pacificamente - incluindo idosos - pressionou pela abertura das grades, tentando chegar à Praça dos Três Poderes. Os policiais do cordão de isolamento responderam com spray de pimenta.

Após rápida dispersão, os próprios manifestantes pró-governo afastaram parte das pessoas que causaram o tumulto e retornaram à grade para cantar o hino nacional.

Do outro lado da Esplanada dos Ministérios, manifestantes contrários ao governo também marcham com bandeiras. Os dois grupos estão isolados por um cordão de policiais, que inclui a Cavalaria da PMDF. Até o momento, não há ocorrência de confrontos entre os dois grupos que protestam hoje em Brasília.