Prefeito de Osasco anuncia saída do PT

"Momento delicado" do PT e divisões internas foram as justificativas para deixar o partido

Segundo petistas, o destino de Jorge Lapas é o PDT

Segundo petistas, o destino de Jorge Lapas é o PDT

Rodrigo Petterson/Osasco

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas, anunciou nesta segunda-feira (28) sua desfiliação do PT. Sexto maior colégio eleitoral do Estado com 560 mil eleitores, Osasco era governada pelo PT desde 2005. Lapas disputou a primeira eleição em 2012, quando foi eleito com 60% dos votos válidos.

Em carta à população da cidade, o prefeito usa o "momento delicado" do PT e divisões internas na legenda para justificar a decisão de deixar o partido ao qual era filiado há 11 anos.

Segundo petistas, o destino do prefeito é o PDT. Lapas é o segundo prefeito a sair do PT em São Paulo desde o início da crise política que tragou o partido. O primeiro foi Ricardo Bocalon, de Itupeva, que anunciou a desfiliação em setembro.

De acordo com dirigentes do PT, a gota d’água para a saída de Lapas foi uma série de críticas à administração feita por aliados do ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha, que até o início do ano cumpria pena de prisão por envolvimento no mensalão. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Últimas