Brasil Presidente Bolsonaro viaja para o Japão, China e países árabes

Presidente Bolsonaro viaja para o Japão, China e países árabes

Presidente começa giro pelo Japão e depois passa por China, Emirados Árabes, Catar e Arábia Saudita antes do retorno ao Brasil

  • Brasil | Márcio Pinho, do R7

O presidente Jair Bolsonaro, que inicia viagem pela Ásia

O presidente Jair Bolsonaro, que inicia viagem pela Ásia

Marcos Corrêa / PR / CP

O presidente Jair Bolsonaro inicia neste sábado (19) sua décima viagem internacional desde que assumiu o governo. Até o próximo dia 31, data do retorno, serão 13 dias de viagem pela Ásia e Oriente Médio em países com relações estratégicas para o país, caso da China, principal parceira comercial do país.

Para especialistas, a viagem é uma oportunidade em termos econômicos, tendo em vista a necessidade de o Brasil manter suas exportações e atrair novos investimentos externos. É ainda uma oportunidade de melhorar o relacionamento com os países asiáticos e minimizar rusgas.

Bolsonaro terá a companhia de 20 autoridades brasileiras ao longo da viagem, e viaja acompanhado do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. 

O roteiro começa com o voo para o Japão, que sai de Brasília às 22h deste sábado e tem paradas técnicas em Portugal e no Cazaquistão. Bolsonaro chega ao país nipônico na segunda-feira (21). Na terça (22), participa da cerimônia de entronização do imperador Naruhito. A visita ao país continua na quarta-feira (23), quando Bolsonaro deverá se encontrar com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.

Na quinta-feira (24), Bolsonaro embarca para a China, onde se encontrará com o  presidente Xi Jinping e outras autoridades.

Segundo o ministério das Relações Exteriores, a viagem à China marca os 45 anos de retomada das relações diplomáticas entre os dois países e se insere em três áreas prioritárias na relação bilateral: ampliação e diversificação das exportações brasileiras; atração de capital e investimentos chineses para o Brasil, especialmente para os projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI); e cooperação na área de ciência e tecnologia.

Leia mais: Militar preso com cocaína em avião da FAB será julgado na Espanha

No sábado (26), nos Emirados Árabes, Bolsonaro se encontra com o presidente do país, o Sheikh Nahyan. Na segunda-feira (28), ele visita o emir do Catar, Tamim Bin Hamad Al Thany. E na terça-feira (29), o encontro é com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed Bin Salman.

De acordo com o Itamaraty, a pauta brasileira nos países árabes também tem um viés comercial, com destaque para o aumento das exportações da agropecuária brasileira, a atração de investimentos para os projetos de concessão e privatização de ativos do PPI, e o interesse árabe na indústria de defesa do Brasil.

A chegada de volta a Brasília está prevista para a manhã de quinta-feira (31).

Últimas