CPI da Covid

Brasil Presidente do Senado vai prorrogar CPI da Covid, diz Aziz

Presidente do Senado vai prorrogar CPI da Covid, diz Aziz

Ampliação dos trabalhos por mais 90 dias será oficializada pelo Legislativo, de acordo com o presidente da comissão

  • Brasil | Do R7

Omar Aziz, presidente da CPI da Covid

Omar Aziz, presidente da CPI da Covid

Adriano Machado/Reuters - 13.07.2021

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), afirmou nesta terça-feira (13) que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), vai prorrogar o período de duração da comissão. 

O requerimento de prorrogação já foi protocolado com as assinaturas necessárias - ao menos, 27. Ele precisa ser lido por Rodrigo Pacheco no plenário, no entanto, o que deve ocorrer na quarta-feira (14).

"O presidente Rodrigo Pacheco, ontem ao telefone comigo à noite, disse que amanhã prorrogará a CPI", afirmou Aziz. Ainda segundo o presidente da CPI, uma reunião com Pacheco será realizada nesta terça para definir detalhes do andamento durante um possível recesso.

A CPI foi instalada em 27 de abri, com prazo de 90 dias. Segundo o site da comissão, o prazo final para os trabalhos é 7 de agosto, considerando que haverá recesso entre os dias 18 e 31 de julho. Ele só ocorrerá, porém, se o Senado já tiver votado a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022. Se isso não acontecer, o prazo atual da CPI acaba em 26 de julho. 

Paralelamente às negociações no Senado pela prorrogação, parlamentares chegaram a entrar no STF tentando obter uma decisão que obrigasse a ampliação dos trabalhos da CPI. O Supremo já havia decidido que o Legislativo tinha de abrir a comissão parlamentar de inquérito. Dessa vez, não será necessária a intervenção da Justiça para que a investigação aconteça.

Últimas