Reforma da Previdência
Brasil Previdência: Temer faz reunião com Maia, deputados e ministros 

Previdência: Temer faz reunião com Maia, deputados e ministros 

Governo quer reverter quadro desfavorável na Câmara para aprovar reforma  

Michel Temer: governo necessita de 308 votos para a aprovação do texto, em dois turnos, na Câmara

Michel Temer: governo necessita de 308 votos para a aprovação do texto, em dois turnos, na Câmara

Imagem Marcos Corrêa/PR - 22.11.2017

Antes de embarcar para Buenos Aires, onde participa da reunião ministerial da OMC (Organização Mundial do Comércio), o presidente Michel Temer convocou uma reunião para tratar da reforma da Previdência, prevista para ser levada à votação na semana do próximo dia 18 na Câmara dos Deputados.

Estão reunidos com o presidente, no Palácio do Planalto, na noite deste sábado (9), o tucano Antonio Imbassahy, que pediu na sexta demissão da Secretaria de Governo, e o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), que assumirá o cargo. Também foram convocados o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA). O líder do governo na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, também estão presentes.

Levantamento do Estado atualizado neste sábado mostra que 216 deputados declaram voto contrário à proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras de aposentadoria no Brasil. O governo necessita de 308 votos para a aprovação do texto, em dois turnos, na Câmara. Com 205 votos contrários, do total de 513 deputados, ele já seria reprovado. O governo espera reverter esse quadro ao longo desta semana para colocar o texto em votação na semana seguinte.