Brasil Procurador que comandou a Lava Jato morre aos 45 anos

Procurador que comandou a Lava Jato morre aos 45 anos

Alessandro Oliveira substituiu Deltan Dallagnol na reta final da força-tarefa; causa da morte não foi divulgada

  • Brasil | Do R7

Alessandro Oliveira assumiu posto de Dallagnol

Alessandro Oliveira assumiu posto de Dallagnol

Reprodução / WhatsApp 07-10-2020

Morreu na quinta-feira (20) o procurador da República que coordenou a Operação Lava Jato em Curitiba (PR) Alessandro Oliveira. Ele tinha 45 anos. A causa da morte não foi informada.

A informação foi divulgada pelo MPF (Ministério Público Federal). 

Alessandro Oliveira assumiu a coordenação da força-tarefa da Lava Jato após a saída do procurador Deltan Dallagnol, em setembro de 2020, e ficou à frente da operação até seu término, em fevereiro de 2021.

Em nota em seu site, o MPF fez uma homeagem ao procurador, que ficou 17 anos nos órgão, dizendo que "o trabalho de Alessandro foi marcado pelo comprometimento, pela excelência e pela cordialidade".

"Todos aqueles que tiveram o privilégio de conviver com Alessandro durante a brilhante carreira dedicada à defesa dos ideais do MPF trazem a marca de seu exemplo. Alessandro deixa ao Ministério Público Federal um legado de coragem e honradez, que servirá de guia a iluminar os que, como ele, dedicam a vida à missão constitucional de “promover a realização da justiça, a bem da sociedade e em defesa do Estado Democrático de Direito."

Alessandro tinha 45 anos e começou sua trajetória como procurador da República em 2004 em Marabá (PA). 

O MPF decretou luto oficial de três dias com a morte de Alessandro Oliveira.

Últimas