Brasil Protógenes acredita que morte de Campos não foi acidente. Assista

Protógenes acredita que morte de Campos não foi acidente. Assista

Ex-delegado da PF diz que parou de investigar queda de avião por conta de pressão externa

  • Brasil | Do R7

Protógenes não conseguiu se eleger para mais um mandato

Protógenes não conseguiu se eleger para mais um mandato

Reprodução/R7

O deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP), que não conseguiu se reeleger, disse em entrevista exclusiva ao R7 ter "convicção" de que a queda do avião do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos não foi por acidente.

— Não foi um acidente normal. Fui com o prefeito de Santos verificar o local e lá encontrei várias equipes, Polícia Federal, Polícia Civil, Bombeiros. Não havia delegado responsável, apenas agentes e peritos. A ação não estava sendo coordenada. A orientação era catar pedaço de corpo, catar os restos mortais dos passageiros.

O ex-delegado ficou nacionalmente conhecido em 2008, após a atuação na operação Satiagraha da Polícia Federal, que apurou um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro que prendeu banqueiros e investidores, entre eles Daniel Dantas, dono do banco Opportunity.  

Leia mais notícias no R7

Segundo Protógenes, a morte de Campos interessaria ao "sistema". Para o deputado, Eduardo começou a se destacar e a se descolar das forças políticas dominantes no País, e começou a incomodar.

Ele disse ainda que não prosseguiu com a investigação sobre o acidente por conta das "pressões que recebi".

— Foram muitos recados subliminares.

Veja a entrevista: 

Últimas