INSS

Brasil Prova de vida do INSS pela internet ou correio é aprovada no Senado 

Prova de vida do INSS pela internet ou correio é aprovada no Senado 

Projeto de lei prevê que segurados façam o procedimento anual sem ter que ir a uma agência bancário ou do INSS

  • Brasil | Do R7

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, durante votação no plenário virtual

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, durante votação no plenário virtual

Leopoldo Silva/Agência Senado-30/06/2021

Os senadores aprovaram nesta quarta-feira (30) o projeto que permite a beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) comprovar a vida com envio de atestado médico pelos meios eletrônicos ou pelo correio. O PL 385/2021 segue agora para Câmara dos Deputados.

Leia também: INSS retoma exigência de prova de vida de servidor e anistiados

O projeto de lei prevê que a prova de vida anual seja feita pelo internet ou correio em vez de o segurado ter que ir a agências bancárias ou do INSS para provar que estão vivos e continuar a receber seus benefícios. O projeto, do senador Jorginho Mello (PL-SC), tem como relator o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO).

Desde o ínício de junho, o INSS retomou a obrigatoriedade da prova de vida para aposentados e pensionistas. Até o dia 15 de junho, 23,6 milhões já haviam realizado o procedimento, sendo 12,1 milhões no ano passado e 11,4 milhões neste ano. Segundo o instituto, dos 36 milhões de segurados, ainda faltam 12,3 milhões.

Atualmente, para fazer o procedimento, o segurado precisa comparecer presencialmente ao banco onde recebe seu pagamento. Algumas instituições bancárias oferecem alternativas, como prova de vida pelo caixa eletrônico ou por aplicativos.

O INSS vem implantando gradualmente a prova de vida por biometria facial.  Este serviço está disponível no Meu INSS para alguns beneficiários que já possuem carteira de motorista ou título eleitoral com biometria facial cadastrada.

Últimas