PSDB tem tido atitude de muita cautela e vai esperar TSE, diz Alckmin

Partido vai esperar decisão de Tribunal Superior Eleitoral para declarar posição sobre Temer

PSDB tem tido atitude de muita cautela e vai esperar TSE, diz Alckmin

Governador diz que não participou de reunião com Temer neste final de semana

Governador diz que não participou de reunião com Temer neste final de semana

Avener Prado/10.4.2017/Folhapress

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, reafirmou que o PSDB vai esperar a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre a cassação da chapa que elegeu Dilma Rousseff e Michel Temer em 2014 para decidir sobre o apoio do partido ao peemedebista.

— Nós não vamos fazer nenhuma análise neste momento, porque a decisão do TSE começa no dia 6 (de junho). O PSDB tem tido atitude de cautela, de ajudar o Brasil. Não podemos agravar uma situação que já é grave. O foco é preservar a população, o emprego, a economia, agir com responsabilidade.

Questionado por jornalistas sobre se participou de uma reunião com Temer em Brasília no final de semana, Alckmin disse que não saiu de São Paulo no sábado e domingo.

— Eu não participei de reunião.

Leia mais notícias sobre Brasil e Política

Já sobre a troca de ministros no fim de semana, Alckmin disse que essa é uma questão da área federal.

— Ministro é cargo de confiança do presidente da República. Cabe a ele escolher.

No último domingo (28), Torquato Jardim, que era ministro da Transparência, foi anunciado na pasta da Justiça, ocupada por Osmar Serraglio.