PT organiza manifestação em prol do programa Mais Médicos e conta com participação de sindicatos

Ato está marcado para às 14h em frente ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo

PT organiza manifestação em prol do programa Mais Médicos e conta com participação de sindicatos

Manifestação é a favor do programa Mais Médicos

Manifestação é a favor do programa Mais Médicos

Jarbas Oliveira/06.09.2013/Estadão Conteúdo

O Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) deve ser palco de uma manifestação nesta terça-feira (17). A partir das 14h está marcado um ato em prol do programa Mais Médicos, do governo federal.

O ato é encabeçado pelo próprio PT de São Paulo e conta com a participação de sindicatos e do movimento estudantil. Uma das exigências é a concessão do registro provisório para os médicos estrangeiros que se inscreveram no programa.

O Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde de São Paulo fará parte da manifestação de amanhã e, de acordo com o presidente do sindicato, Gervásio Foganholi, o apoio ao programa é para que os brasileiros tenham mais acesso à saúde.

— Nós sabemos que a saúde no Brasil tem vários problemas. Não só a questão do médico, mas também a questão da estrutura. Mas essa questão dos médicos, nós somos a favor. Nós sabemos da necessidade de ter mais médicos. 

Cubano diz que médicos brasileiros se preocupam mais com dinheiro e status

Leia mais notícias de Brasil

De acordo com o presidente do sindicato, o roteiro da manifestação será decidido durante a realização do ato.

Questionado sobre uma ligação entre a manifestação e a exaltação da imagem do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, possível candidato do PT ao governo de São Paulo nas próximas eleições, Foganholi disse que a categoria "não tem partido".

— Essa questão do trabalhador está acima de qualquer questão. Está acima de questão partidária.

Veja o convite do PT de São Paulo para a manifestação:

"São Paulo será palco de um novo ato em defesa do Programa Mais Médicos. Dessa vez, o foco da ação é o pedido de concessão imediata do registro provisório dos médicos intercambistas. A concentração da atividade – que conta com o apoio de mais de 20 entidades – ocorre às 14 horas de terça-feira (17), em frente à sede do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), na Rua da Consolação.

Com um pedido claro: “Deixem os médicos trabalharem”, o grupo pede pela garantia da liberação do registro para atuação dos médicos estrangeiros em todo o País – mote do programa lançado em meados de julho pela presidenta Dilma Rousseff.

O convite está estendido à sociedade civil, parlamentares e lideranças políticas e sociais.

MOBILIZE-SE e PARTICIPE!

Convocam este ato

União Estadual dos Estudantes – UEE-SP

Coletivo Graúna de Juventude do PT

Levante Popular da Juventude

Movimento ParaTodos – UNE

Movimento Popular de Saúde

Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde do Estado de São Paulo – SINDSAUDE SP

Marcha Mundial de Mulheres

Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

Secretaria de Mulheres do PT Municipal

Setorial Sindical Nacional do Partido dos Trabalhadores

Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo – SEESP

Sindicato dos Psicólogos do Estado de São Paulo

Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté

Sindicato dos Bancários do Estado de São Paulo

Conselho dos Secretários Municipais de Saúde – COSEMS

Federação Estadual dos Trabalhadores em Seguridade Social-SP – FETTS

Sindsaúde de Guarulhos

Sindsaúde ABC

Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde da Região Metropolitana de São Paulo

Diretório Municipal de São Paulo do Partido dos Trabalhadores

Diretório Estadual de São Paulo do Partido dos Trabalhadores

Secretaria Estadual de Mulheres do PT de São Paulo".

*Colaborou Giorgia Cavicchioli, estagiária do R7.