Quadrilha da Bahia usa casais e idosos para viajar com drogas

Polícia Federal prendeu grupo que agia no Aeroporto de Salvador usando pessoas para sair do país com cocaína escondida nas malas ou presas ao corpo

Mila Cordeiro/ AGECOM

A Polícia Federal da Bahia desarticulou uma quadrilha de tráfico internacional de drogas que agia no aeroporto de Salvador. Os criminosos se especializaram em transportar a droga com pessoas que quase nunca são tidas como suspeitas.

O grande número de pessoas presas e a quantidade de cocaína apreendida nos  aeroportos de Salvador apenas este ano foi o que deu o sinal de alerta para a polícia. E as investigações confirmaram: uma organização criminosa estava usando casais, pessoas sozinhas e até idosas para sair do país com a droga escondida nas malas ou presas ao corpo. 

Foram três meses de investigação até a polícia chegar ao líder da quadrilha especializada no tráfico internacional de drogas. O homem de 34 anos vivia em um condomínio em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador e respondia, em liberdade, por homicídio e tráfico de drogas. Além dele, outra cinco pessoas foram presas, todas responsáveis pelo aliciamento das pessoas que iriam transportar a droga. 

Na casa do líder da quadrilha, a PF apreendeu uma quantia em dinheiro, colete a prova de balas e um revólver. As investigações apontam que o grupo recebia até R$ 500 mil em uma única viagem.