Brasil Quase 60% das rodovias brasileiras apresentam problemas, aponta CNT

Quase 60% das rodovias brasileiras apresentam problemas, aponta CNT

Confederação Nacional do Transporte analisou 108 mil quilômetros de rodoviais federais e estaduais e aponta aumento de 75% de pontos críticos

  • Brasil | Do R7

Pesquisa aponta situações de rodovias

Pesquisa aponta situações de rodovias

Divulgação/CNT

Uma pesquisa da CNT (Confederação Nacional do Transporte) analisou 108 mil quilômetros de rodovias federais e estaduais e apontam que 59% do trecho apresenta problemas.

Conforme a pesquisa, o número de pontos críticos identificados aumentou 75,6% com relação à pesquisa do ano passado. Em 2018, de acordo com o estudo, havia 454 pontos críticos em rodovias, enquanto neste ano foi identificado 797.

Segundo a confederação, a pesquisa avalia as condições de toda malha federal pavimentada e dos principais trechos estaduais pavimentados. Em 2019, o estudo aconteceu durante 30 dias em todas regiões do país.

A pesquisa indica que 52,4% do techo analisado tem problemas no pavimento, 48,1% tem alguma complicação na sinalização e 76,3% tem problema na geometria da via. Todos indicadores pioraram em relação ao estudo do ano passado.

Condições de rodovias brasileiras

Condições de rodovias brasileiras

Divulgação/CNT

A pesquisa da CNT aponta ainda que, entre 2009 e 2019, houve um aumento de 80,8% da frota no país. A maior concentração está em rodovias da região Norte (aumento de 130,1%) e Nordeste (crescimento de 128,7%).

No total do país, de acordo com a CNT, há 10 anos existia um fluxo de 56 milhões de veículos nas rodovias, enquanto neste ano já passou a marca de 100 milhões de veículos.

A maior parte dos veículos que circulam em rodovias neste ano foram fabricados entre 2010 e 2014 (26,9% do total). Outros 20,1% dos veículos são de 2005 a 2009. Os mais novos, fabricados a partir de 2015, representam 14,4% da frota.

Últimas