Lula

Brasil Quase 70% dos brasileiros acreditam que suspeitas sobre Lula são verdadeiras, diz pesquisa 

Quase 70% dos brasileiros acreditam que suspeitas sobre Lula são verdadeiras, diz pesquisa 

Apesar disso, 63% dos entrevistados não acreditam que ele será preso no fim da Lava Jato

  • Brasil | Mariana Londres, do R7, em Brasília

Triplex no Guarujá reformado pela OAS faz parte da investigação da Lava Jato sobre ocultação de patrimônio de Lula

Triplex no Guarujá reformado pela OAS faz parte da investigação da Lava Jato sobre ocultação de patrimônio de Lula

Reprodução

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas sobre os desdobramentos da Operação Lava Jato mostra que 68,2% dos entrevistados dizem acreditar que são verdadeiras as denúncias que recaem sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva — de obtenção de vantagens indevidas de empresas que mantinham negócios com o governo. Outros 18,1% acreditam se tratar de perseguição e 13,7% não sabem ou não responderam. 

Justiça autoriza condução coercitiva de Lula e Okamoto para prestar depoimento

O instituto ouviu 2.200 pessoas em 160 municípios de 24 Estados brasileiros das cinco regiões brasileiras por meio de entrevistas pessoais entre os dias 28 de fevereiro e 2 de março. A pesquisa, portanto, foi feita antes da suposta delação premiada do ex-líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral, e foi finalizada dois dias antes da 24ª fase da Operação Lava Jato, que fez buscas e apreensões em endereços ligados ao ex-presidente Lula, além de tê-lo levado para depor em condução coercitiva.

Lula sabia de propina e mandou pagar a família de Cerveró, diz Delcídio do Amaral

Apesar da maioria dos entrevistados acreditar nas suspeitas de obtenção de vantagens indevidas recebidas pelo ex-presidente, grande parte dos brasileiros, ou 63,4% dos entrevistados, não acredita que Lula será preso após a Lava Jato. Já 23,7% acreditam na prisão de Lula. 9,5% disseram que ele talvez seja preso e 3,7% não sabem ou não responderam.

Os números sobre uma possível prisão do ex-presidente Lula não se alteraram muito na comparação com a mesma pergunta feita em uma pesquisa feita em agosto de 2015, quando 66,3% disseram acreditar que ele não seria preso ante 24,5% que disseram acreditar na prisão.

Para o diretor do instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, a percepção da população sobre Lula seria ainda pior se a pesquisa tivesse sido feita após a condução coercitiva da semana passada. 

— Se a pesquisa tivesse sido feita hoje nós teríamos um resultado pior, tanto para o Lula quanto para o governo. Sem dúvida, depois dos fatos que ocorreram na semana passada, nós agora vivemos um outro momento.

Leia mais notícias de Brasil no Portal R7

R7 Play: assista à Record onde e quando quiser

A pesquisa também detectou, no entanto, que o PT não é o único partido responsabilizado pela corrupção no País. A essa pergunta, grande maioria, 77,3%, responderam que não, ou seja, que há outros partidos responsáveis pelos escândalos envolvendo a Petrobras. Apenas 20,1% responderam acreditar que só o PT é responsável pelos escândalos e 2,6% não souberam responder.

Apoio da população

Os dados coletados pelo Paraná Pesquisas mostram o apoio da Lava Jato por grande parte da população. 66,3% dos entrevistados consideram positivas para o País as investigações da Lava Jato, 24,8% consideram negativas, 7,3% não consideram nem positivas e nem negativas e 1,6% não sabe ou não respondeu.

O levantamento mostra uma porcentagem sempre baixa de pessoas que demonstram desconhecimento sobre a Lava Jato, sinal que a população tem acompando de perto as diversas fases da operação, como explica Hidalgo: 

- A população anda acompanhando de perto a Operação Lava Jato, é a pauta do País. A pesquisa mostra isso muito claramente, a grande maioria tem conhecimento da operação, sabe o nome do juiz, e assim por diante. É uma operação que tem o apoio da população, que está acompanhando. 

Mesmo com o apoio à Lava Jato, muitos brasileiros, 38,1% dos entrevistados, acreditam que a Operação vai acabar em pizza, de acordo em pergunta estimulada. Outros 33,5% disseram que deve acabar com menos condenados do que deveria, 16,7% com muitos políticos, empresários e executivos condenados, 4,8% acreditam que vai terminar com muitos políticos condenados e apenas 4,1% disseram acreditar que vai terminar com muitos políticos e empresários condenados.

Últimas