CPI da Covid

Brasil Renan diz que resposta a ataque de Bolsonaro é o 'número de mortos'

Renan diz que resposta a ataque de Bolsonaro é o 'número de mortos'

Em Maceió, presidente chamou relator da CPI da Covid de 'vagabundo', a exemplo que havia feito se filho, Flávio Bolsonaro

  • Brasil | Do R7

Relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros foi xingado de 'vagabundo' por Flávio e Jair Bolsonaro

Relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros foi xingado de 'vagabundo' por Flávio e Jair Bolsonaro

Edilson Rodrigues/Agência Senado - 12.05.2021

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou nesta quinta-feira (13) que o presidente Jair Bolsonaro viajou a Alagoas, acompanhado do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) "para inaugurar obra já inaugurada". Renan também rebateu as críticas do chefe do Executivo, que o chamou de "picareta", "vagabundo" e "traidor". "Para me atacar pessoalmente, como aliás fez seu filho aqui ontem (12), e para atacar esta comissão parlamentar de inquérito", completou o relator.

Nesta quarta-feira, em sessão da CPI, o senador Flávio Bolsonaro (Patriotas-RJ) também chamara Renan de "vagabundo". Durante o discurso de Bolsonaro, os presentes responderam com gritos de "fora, Renan".

De volta à CPI, Renan disse que sua resposta ao presidente da República é o número de mortos pela covid-19 no Brasil.

"Se ele (Bolsonaro) não respeita essa comissão de inquérito, que respeite (o número de mortos)", disse apontando para o contador atualizado nesta manhã. Segundo dados do Ministério da Saúde, o País marca 428.034 mortes pela doença. Ele mantém placa com o número de mortos na sua mesa, na CPI.

A comissão ouve nesta quinta-feira oerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo.

Acompanhe ao vivo:

Últimas