Operação Lava Jato

Brasil Renan nega ter sido procurado por Mercadante para favorecer Delcídio

Renan nega ter sido procurado por Mercadante para favorecer Delcídio

Presidente do Senado diz que são "totalmente improcedentes" dados de assessor do senador

  • Brasil | Do R7

Fabio Rodrigues Pozzebom/08.03.2016/Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), negou nesta terça-feira (15) ter sido procurado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, para intervir na Casa em favor do senador Delcídio do Amaral (PT-MS).

Teoricamente, a ideia era encontrar uma forma de reverter a decisão do Senado de ratificar a ordem de prisão de Delcídio expedida pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Em nota, Renan afirma que “não foi e nem poderia ser procurado pelo ministro da Educação para tratar de nenhum dos assuntos relacionados”.

Logo depois, o presidente do Senado se defende e diz que “as citações feitas pelo senhor José Eduardo Marzagão” são “totalmente improcedentes”.

Leia nota de Renan Calheiros na íntegra:

“Nota Pública

O presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), não foi e nem poderia ser procurado pelo ministro da Educação para tratar de nenhum dos assuntos relacionados na referida reportagem. Como se sabe, a alegada moção não existiu.

O senador afirma ainda que são totalmente improcedentes as citações feitas pelo senhor José Eduardo Mazagão. As referências não condizem com o perfil do senador.

Assessoria de Imprensa da Presidência do Senado Federal”

Últimas