Reprovação ao governo Temer sobe de novo e atinge mais da metade do País, diz Ibope

Parcela da população que desaprova a gestão atingiu 55% em março. Era 46% em dezembro

Reprovação ao governo Temer sobe de novo e atinge mais da metade do País, diz Ibope

Ibope: Insatisfação com governo Temer aumenta desde junho de 2016 e, agora, mais da metade reprova a administração

Ibope: Insatisfação com governo Temer aumenta desde junho de 2016 e, agora, mais da metade reprova a administração

Ueslei Marcelino/29.03.2017/Reuters

A reprovação do governo Temer voltou a crescer em março e atingiu 55% da população brasileira, segundo pesquisa Ibope, encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), divulgada nesta sexta-feira (31). O percentual representa os brasileiros que consideram a gestão do presidente da República "ruim" ou "péssima".

Por outro lado, os brasileiros que consideram a gestão do peemedebista "ótima" ou "boa" totalizam 10%. Os entrevistados que disseram ser "regular" totalizam 31% e outros 4% não souberam ou não responderam.

O gerente de pesquisa da CNI, Renato da Fonseca, afirmou que "claramente há insatisfação com a situação econômica do país, e isso se reflete na satisfação com o governo".

O instituto entrevistou 2.000 pessoas entre os dias 16 e 19 de março em 126 cidades do País. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança chega a 95%.

A insatisfação com a gestão Temer vem crescendo desde junho do ano passado, quando a desaprovação estava em 39%. Depois, em dezembro, os eleitores que consideravam a administração "ruim" ou "péssima" chegou a 46%.

Maneira de governar 

A fatia da população que aprova a maneira de Temer administrar o País recuou de 26% em dezembro para 20% em março. Por outro lado, 73% dos brasileiros desaprovam o jeito que o peemedebista conduz o País — 64% em dezembro. Outros 7% não sabem ou não responderam à questão.

A desconfiança em Temer também está em elevação: 79% dos brasileiros disseram não confiam no presidente. Na contramão, 17% afirmaram confiar no peemedebista. Outros 3% não souberam ou não responderam.

Comparação com Dilma

A maior parte dos entrevistados disse que a gestão Temer está "pior" que a administração Dilma Rousseff: 41% se posicionaram assim. Outros 38% disseram que a administração atual está "igual" à da petista. Por outro lado, 18% julgam a gestão Temer "melhor" que a de Dilma. Três por cento não responderam ou não souberam responder.

Perspectivas para o futuro

O Ibope apurou ainda que 52% dos entrevistados estão pessimistas quanto ao tempo restante do governo Temer (até dezembro de 2018) — portanto, a maioria acha que será "ruim" ou "péssima" a gestão até lá.

Outros 28% acham que será "regular" e 14% aguardam um governo "ótimo" ou "bom" até o final do ano que vem. Seis por cento não souberam ou não responderam à pergunta.