Brasil Salles diz que ajuda externa pode ajudar a antecipar meta ambiental

Salles diz que ajuda externa pode ajudar a antecipar meta ambiental

Ministro reforçou discurso do presidente Bolsonaro pedindo recursos de países, empresas e entidades contra desmatamento

  • Brasil | Do R7

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

Ueslei Marcelino/Reuters - 22.04.2021

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou nesta quinta-feira (22) que a antecipação das metas ambientais anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro na Cúpula do Clima é possível, e ocorrerá na medida em que chegarem recursos externos. 

Bolsonaro anunciou, entre outras coisas, a meta da zerar até 2030 o desmatamento ilegal e reduzir emissões em 50% até essa data. Ele pediu justa remuneração ao país pelos serviços ambientais, discurso que foi seguido por Salles. 

"Quanto mais recursos vierem, quanto mais recursos existirem, maior a probabilidade de antecipar extinção do desmatamento ilegal quanto a redução de 50% das emissões", afirmou.

Questionado sobre a afirmação do presidente Bolsonaro de que seriam duplicados recursos próprios para fiscalização no Brasil, Salles afirmou também contar com essa verba, mas não saber o montante porque o Orçamento de 2021 ainda não foi finalizado.

Em março, a área desmatada ilegalmente na Amazônia Legal foi equivalente à área metropolitana da cidade de Goiânia, ou 75 mil campos de futebol. Em relação a março do ano passado, o aumento foi de 216%. Os dados são do Instituto Imazon.

Tuitaço

Nesta semana, o ministro foi alvo de um tuitaço de pessoas pedindo sua saída do ministério. Salles ficou em evidência após o superintendente da Polícia Federal do Amazonas encaminhar notícia-crime ao STF (Supremo Tribunal Federal) apontando obstrução de investigação ambiental, organização criminosa e favorecimento de madeireiros por parte de Salles. 

Últimas