Brasil Salles entrega celular à Polícia Federal 19 dias depois de buscas

Salles entrega celular à Polícia Federal 19 dias depois de buscas

Ao informar o STF sobre a apresentação do aparelho, os advogados alegaram que o celular 'não foi requerido na data da diligência'

Agência Estado
O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados - 03.05.2021

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, entregou seu celular à Polícia Federal nesta segunda-feira (7), 19 dias após ser alvo de buscas da Operação Akuanduba - investigação sobre supostos crimes de corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e facilitação de contrabando na exportação de madeira do País.

Ao informar o STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a apresentação do aparelho às autoridades, os advogados do aliado do presidente Jair Bolsonaro alegaram que o celular 'não foi requerido na data da diligência'.

O movimento de Salles acontece após o ministro Alexandre de Moraes, relator da Akuanduba, dar cinco dias para que a PGR (Procuradoria-Geral da República) se manifestasse sobre a possibilidade de afastamento e prisão do ministro do Meio Ambiente, solicitada em uma notícia de fato que acusou Salles de suposta obstrução de Justiça por não entregar seu celular à PF no dia em que a ofensiva foi deflagrada, no dia 19 de maio.

Salles afirmou que a ação da PF foi desnecessária e que a acusação era sem substância.

Últimas