Brasil Sem Moro, ex-presidente Lula presta depoimento nesta quarta

Sem Moro, ex-presidente Lula presta depoimento nesta quarta

Petista será interrogado pela juíza substitua Gabriela Hardt na ação penal do sítio de Atibaia (SP). Apoiadores organizam protestos

Sem Moro, presidente Lula presta depoimento nesta quarta

Lula presta depoimento nesta quarta-feira

Lula presta depoimento nesta quarta-feira

Ricardo Moraes/Reuters - 05.04.2018

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva presta depoimento às 14h desta quarta-feira (14) na 13ª Vara Federal em Curitiba. Lula será ouvido na ação penal do sítio de Atibaia (SP), em que é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Será a primeira vez que o petista deixará a sala especial que ocupa na Superintendência da Polícia Federal, desde que foi preso em 7 de abril. O ex-presidente cumpre pena de 12 anos e um mês de reclusão no processo do tríplex do Guarujá (SP).

Lava Jato: o que há contra Lula no caso do sítio de Atibaia, que saiu das mãos de Moro

A juíza Gabriela Hardt, substituta do juiz Sérgio Moro, é quem vai interrogar o ex-presidente. Moro está em férias e vai pedir a exoneração da carreira que segue há 22 anos para assumir o superministério da Justiça e da Segurança Pública do governo Bolsonaro (PSL).

Até então, Moro tinha interrogado o petista em audiências sobre o tríplex do Guarujá e da compra de um apartamento em São Bernardo do Campo (SP) e de um terreno, que segundo o Ministério Público, seria para o Instituto Lula.

Ato do PT

Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se organizam para fazer um ato durante o depoimento do petista em Curitiba.
A previsão é que o ex-presidente seja conduzido de carro da Superintendência da PF em Curitiba, onde está preso desde abril deste ano, até ao prédio da Justiça Federal do Paraná, em percurso de aproximadamente cinco quilômetros.

O PT e movimentos aliados organizaram dois locais de concentração: em frente à PF, às 10h, e no entorno da Justiça Federal, às 12h.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, o líder do partido na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), e outras lideranças devem estar na capital paranaense para o ato.

Sítio do Lula

De acordo com força-tarefa da Lava Jato, o ex-presidente teria recebido propina de R$ 1,02 milhão, parte desse valor supostamente repassado pela Odebrecht e OAS por meio de obras de reforma e melhorias na propriedade rural.

    Access log