Serra vai para a Colômbia chefiar trabalhos com as vítimas de acidente com time da Chapecoense

Governo já destinou aviões da Força Aérea Brasileira para auxiliar no amparo aos familiares

Serra vai para a Colômbia chefiar trabalhos com as vítimas de acidente com time da Chapecoense

Serra está em Havana, onde representa Temer no funeral do líder cubano Fidel Castro

Serra está em Havana, onde representa Temer no funeral do líder cubano Fidel Castro

Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo – 20.6.2015

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, anunciou que viaja nesta quarta-feira (30) para Medellín, na Colômbia, para chefiar os trabalhos do governo brasileiro nas ações de apoio e logística às vítimas da tragédia ocorrida na madrugada de hoje (29) com a equipe da Chapecoense.

De Havana, onde representa o presidente Michel Temer no funeral do líder cubano Fidel Castro, Serra publicou em sua conta pessoal no Twitter.

— Amanhã sigo para Medellín, onde acompanharei de perto o trabalho de apoio do governo ao trágico acidente aéreo de hoje.

Clubes do Brasil e do mundo demonstram apoio à Chapecoense; CBF foi uma das últimas a se manifestar

Desde a manhã, o governo federal destacou funcionários do Itamaraty e aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) para auxiliar no amparo aos familiares, reconhecimento e transporte dos corpos das vítimas da Colômbia até o Brasil.

O Palácio do Planalto, que em novembro costuma ser iluminado de azul devido à campanha de prevenção a doenças masculinas, está iluminado de verde, cor da Chapecoense, em homenagem às vítimas do acidente aéreo.

Tragédia na Colômbia interrompe ascensão da Chapecoense no futebol; conheça a história do time