Brasil Site para inscrição no Mais Médicos fica fora do ar

Site para inscrição no Mais Médicos fica fora do ar

Página foi aberta nesta quarta-feira pelo Ministério da Saúde para tentar preencher 8.517 vagas após saída de médicos cubanos

Mais Médicos

Cubanos deixarão o Brasil nas próximas semanas

Cubanos deixarão o Brasil nas próximas semanas

Ueslei Marcelino/Reuters

O site lançado pelo governo nesta quarta-feira (21) para receber inscrições de interessados em ocupar vagas no programa Mais Médicos não estava funcionando no fim desta manhã.

O objetivo da página é reunir profissionais para ocupar 8.517 vagas, em 2.824 cidades e 34 DSEI (Distritos Sanitários Especiais Indígenas), que serão abertas após a saída de médicos cubanos do Brasil.

O Ministério da Saúde atribuiu o problema ao "grande número de acessos" e disse que apenas na primeira hora do dia a página recebeu mais de 2.000 inscrições. A pasta, no entanto, disse que trabalha para resolver a instabilidade.

As inscrições vão até as 23h59 de domingo (25). O prazo, segundo a AMB (Associação Médica Brasileira), deveria ser prorrogado "em virtude da falha apresentada". A entidade diz que vai entrar em contato com o Ministério da Saúde para que a data final seja alterada.

O governo convoca médicos formados em instituições de ensino superior brasileiras ou que tenham diploma revalidado no Brasil.

Outros pré-requisitos são não ter participado do Mais Médicos anteriormente, não ser participante de algum programa de residência médica, não estar prestando Serviço Militar Obrigatório e não ter pendências criminais no Brasil.

Os médicos selecionados receberão salário de R$ 11.865,60. Como há vagas em áreas distantes, será repassada ajuda de custo para o médico que solicitar. Além do requerimento, o profissional deverá anexar comprovantes de residência no local.

Segundo o edital, os médicos devem incluir, no ato da inscrição, o local que desejam ficar alocados durante o programa. O sistema priorizará os primeiros candidatos que optarem por determinado município ou DSEI.

    Access log