Brasil STF arquiva notícia-crime contra Salles por fala sobre 'passar boiada'

STF arquiva notícia-crime contra Salles por fala sobre 'passar boiada'

Em reunião, o ministro do Meio Ambiente defendeu eventual flexibilização de normas de proteção ambiental

Reuters
Decisão a favor de Salles atende a pedido da PGR

Decisão a favor de Salles atende a pedido da PGR

Adriano Machado/Reuters - 15.07.2020

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), arquivou uma notícia-crime apresentada por parlamentares oposicionistas contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, por ter declarado em reunião ministerial de abril, entre outras afirmações, que pretendia "passar a boiada" em eventual flexibilização de normas de proteção ambiental.

Moraes concordou com parecer da PGR (Procuradoria-Geral da República) segundo o qual o caso não deveria ter seguimento porque outra apuração preliminar sobre os mesmos fatos já tinha sido arquivada.

Leia mais: 5 momentos nos quais Ricardo Salles afrouxou regras ambientais

O ministro do STF disse, citando a PGR, que não haveria elementos que configurariam o cometimento de crime. "Assim, tendo o Ministério Público se manifestado pelo negativa de seguimento à petição, notadamente em razão da ausência de indícios mínimos da ocorrência de ilícito penal, determino o arquivamento desta notícia-crime", destacou.

Últimas