Brasil STF deve adiar julgamento de habeas corpus de Lula

STF deve adiar julgamento de habeas corpus de Lula

Assunto é o 12º item da pauta da sessão da Segunda Turma do Supremo desta terça-feira (25). Defesa pede liberdade de ex-presidente

  • Brasil | Giuliana Saringer, do R7

Sessão está marcada para começar às 14h

Sessão está marcada para começar às 14h

Fernando Bizerra Jr./EFE - 6.4.2019

A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) deve adiar o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para esta terça-feira (25). 

O tema é o 12º item da pauta da sessão, o que significa que os ministros vão avaliar 11 outros assuntos antes da situação de Lula. A sessão está marcada para começar às 14h. 

A defesa do ex-presidente pede que seja julgada a suspeição do então juiz da Lava Jato, Sergio Moro, no caso do triplex do Guarujá. Lula foi condenado a 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Dodge se manifesta contra pedido de Lula para anular ação penal

A pena inicial era de 12 anos e um mês, mas foi reduzida por decisão da Quinta Turma do STJ (Supremo Tribunal de Justiça) em abril deste ano.

Votos

O relator da Operação Lava Jato no Supremo, ministro Edson Fachin, e a ministra Cármen Lúcia já votaram contra o pedido de liberdade de Lula. Faltam se posicionar os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski  Celso de Mello. 

Os dois primeiros compõem a ala da Corte mais crítica aos métodos da Lava Jato, além de serem os que menos concordam com o relator na Turma. Dessa forma, não será surpreendente se eles votarem contra Moro. Provavelmente a decisão ficará nas mãos de Celso de Mello

Últimas