Brasil STF julga se mensagens hackeadas de Moro podem ser liberadas 

STF julga se mensagens hackeadas de Moro podem ser liberadas 

Relator Ricardo Lewandowski voltou a dizer que defesa de ex-presidente Lula tem direito a acessar os documentos apreendidos

  • Brasil | Do R7

Lewandowski mantém decisão de liberar arquivos

Lewandowski mantém decisão de liberar arquivos

Reprodução / STF

A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) julga nesta terça-feira (9) a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, que liberou à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) as mensagens de integrantes da Operação Lava Jato captadas por hackers.

De acordo com os advogados do petista, as mensagens mostrariam que o então juiz paranaense Sergio Moro e a equipe de procuradores da Lava Jato agiram de má fé nos casos relacionados a Lula com o único objetivo de condená-lo.

Defesa de Lula envia ao STF perícia própria de mensagens de Moro

Em seu voto como relator, Lewandowski manteve o entendimento de que as informações deveriam ser entregues ao ex-presidente por não ver prejuízo a nenhuma das investigações em curso.

Últimas