Coronavírus

Brasil STF pede que inclusão de jovens em grupo de vacinação seja avaliada

STF pede que inclusão de jovens em grupo de vacinação seja avaliada

Solicitação ocorre após Belo Horizonte negar determinação do TJ-MG para imunizar adolescente portadora de síndrome respiratória

  • Brasil | Do R7

Pedido de Gilmar foi encaminhado ao Ministério da Saúde

Pedido de Gilmar foi encaminhado ao Ministério da Saúde

Evaristo Sá/AFP - 09.06.2017

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), solicitou que o Ministério da Saúdem avalie a necessidade de inclusão de adolescentes com idade entre 12 e 18 anos nos grupos prioritários para vacinação contra a covid-19. Ele pede atenção especial àqueles jovens que pertencem ao grupo de risco.

Na solicitação, o ministro ressalta que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o uso do imunizante da farmacêutica Pfizer para adolescentes com idade a partir de 12 anos.

A determinação foi feita após um desembargador do TJ-MG (Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais) ordenar a vacinação imediata de uma adolescente de 15 anos, portadora de Síndrome de Kartagener, um distúrbio hereditário raro que causa problemas respiratórios.

Leia mais: São Paulo planeja antecipar vacinação e imunizar adolescentes em agosto

O município de Belo Horizonte (MG), no entanto, argumentou que, pelo fato de a adolescente não estar incluída na faixa etária estabelecida pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação, a decisão violaria as determinações do STF.

Para Gilmar, a questão em análise é “especialmente sensível” por envolver direito à saúde de adolescente portadora de comorbidade. Ele ressalta que o caso “apresenta peculiaridades” que afastam a aplicação dos precedentes.

Últimas