Terapeuta holístico é preso no RS suspeito de abuso sexual

Rogério Pizatto cobrava R$ 25 mil por consulta e, segundo as vítimas, obrigava a fazer sexo para evitar que 'algo de ruim pudesse acontecer'

Rogério Pizatto foi preso nesta segunda-feira

Rogério Pizatto foi preso nesta segunda-feira

Reprodução/YouTube

O terapeuta holístico Rogério Pizatto foi preso nesta segunda-feira (29) em Canoas (RS) suspeito de abusar sexualmente de várias mulheres. Segundo a polícia, ele prometia sucesso profissional e muito dinheiro às vítimas durante atendimentos terapêuticos.

Nas redes sociais, o terapeuta se apresentava como especialista em autoajuda e se dizia escritor e professor com conhecimentos em física quântica. As palestras em diferentes cidades eram concorridas. O público era composto principalmente por mulheres. O terapeuta cobrava R$ 25 mil pela consulta.

Cheques e pagamentos encontrados com o terapeuta

Cheques e pagamentos encontrados com o terapeuta

Divulgação/Polícia Civil do RS

Pelo menos cinco mulheres denunciaram o terapeuta. Segundo a polícia, são mulheres que, na maioria dos casos, estavam fragilizadas. De acordo com as denúncias, as primeiras sessões eram apenas de conversa, até supostamente evoluírem para o contato físico.

Na sequência, segundo a investigação, ele oferecia às vítimas uma terapia sexual e ainda as ameaçava: caso abandonassem o tratamento, algo de ruim poderia acontecer.

A polícia diz que Pizatto deve ser indiciado por crime de violação sexual mediante fraude. A pena varia entre dois e seis anos de prisão.

O Jornal da Record tentou contato com o advogado de rogério Pizatto, mas ele não respondeu às ligações.