Operação Lava Jato

Brasil Tríplex atribuído ao ex-presidente Lula é vendido por R$ 2,2 milhões

Tríplex atribuído ao ex-presidente Lula é vendido por R$ 2,2 milhões

Comprador está identificado como Guarujapar, de Brasília; dinheiro obtido com o arremate do imóvel poderá ser repassada aos cofres da Petrobras

  • Brasil | Alexandre Garcia e Thais Skodowski, do R7

Lance foi dado há minutos do encerramento do prazo (14h desta terça-feira)

Lance foi dado há minutos do encerramento do prazo (14h desta terça-feira)

Divulgação - 15.05.2018

O apartamento tríplex na orla do Guarujá (SP) atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi arrematado por R$ 2,2 milhões, valor mínimo determinado pela Justiça Federal, nesta terça-feira (15).

De acordo com o site do leilão, o comprador está identificado como Guarajupar, do Distrito Federal. O prazo para envio de ofertas se encerrou às 14h e o lance foi dado há poucos minutos do fim. O pagamento deve ser feito em 72 horas. 

Além dos R$ 2,2 milhões, o comprador terá que desembolsar R$ 110 mil, de comissão.

Mais cedo, uma outra pessoa fez uma oferta, mas desistiu da compra. O leiloeiro entrou em contato com ela, que disse que tinha entrado pela primeira vez no site e errou ao clicar no lance. O cancelamento do lance foi autorizado pelo juiz Sérgio Moro e uma petição será juntada aos autos sobre o ocorrido. 

Para visitar o imóvel, os interessados tiveram que depositar R$ 1.000 na conta do leiloeiro, que devolve o montante após a visita. A cobrança foi autorizada por Moro.

O leilão público do triplex foi determinado pelo juiz federal Sérgio Moro após o TRF4 (Tribunal Federal Regional da 4ª Região) confirmar a condenação do ex-presidente. Na decisão, o magistrado afirmou que o apartamento está em situação de abandono e com o valor em depreciação.

O dinheiro obtida com o arremate do imóvel poderá ser repassado aos cofres Petrobras, caso a sentença contra o petista seja confirmada, ou à empreiteira OAS, em caso de revisão da condenação.

De acordo com as especificações do imóvel no site do leilão, o comprador deverá também arcar com o pagamento R$ 47.204,28 referente a débitos condominiais pendentes de pagamento até o mês de abril.

O tríplex

Cobertura proporciona vista para a praia das Astúrias

Cobertura proporciona vista para a praia das Astúrias

Reprodução/Marangoni Leilões

O apartamento 164-A do condomínio Solaris, localizado na praia das Astúrias, no litoral sul de São Paulo, possui área privativa de 215.200 m², área comum de 82.692 m² e duas vagas de garagem.

Dentro do imóvel, há uma sala com varanda, cozinha e área de serviço, lavabo e uma suíte, que teria sido incluída nas melhorias supostamente pagas pela OAS. No segundo andar do apartamento, há três dormitórios (uma suíte), um banheiro e um hall.

Já na cobertura, o arrematante do imóvel poderá desfrutar de uma área externa com churrasqueira, piscina e uma vista para a praia das Astúrias, no Guarujá.

A descrição do leiloeiro aponta ainda que o imóvel “possui piso frio em todos os cômodos e armários planejados nos quartos, cozinha, área de serviço, área externa e banheiros” e tem um elevador “que integra os três andares”. O novo proprietário ainda ficará com um fogão, um exaustor e uma geladeira novas.

Últimas