TSE define data de eleição para vaga de Selma Arruda no Senado

Novo pleito será realizado no dia 15 de novembro, mesma data em que os eleitores vão às urnas no primeiro turno das eleições municipais

Eleição estava marcada inicialmente para abril

Eleição estava marcada inicialmente para abril

Roberto Jayme/Ascom/TSE

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso, autorizou nesta sexta-feira (17) a realização de nova eleição para o preenchimento de uma vaga de senador pelo estado do Mato Grosso.

O novo pleito será realizado no dia 15 de novembro, data do primeiro turno das eleições municipais, em função da cassação do mandato da ex-senadora Juíza Selma Arruda (Podemos-MT).

Em abril, a Mesa Diretora do Senado declarou a perda do mandato em cumprimento à decisão do TSE, que cassou Selma Arruda por caixa 2 e abuso de poder econômico na campanha eleitoral de 2018.

Leia mais: Cassação da juíza Selma coloca senadores em rota de colisão

A vaga é ocupada temporariamente por Carlos Fávaro (PSD), terceiro colocado na disputa, que ganhou no Supremo Tribunal Federal (STF)  o direito de ocupar a cadeira até que nova eleição seja realizada.

O pleito suplementar estava marcado para abril, mas foi adiado pela Justiça Eleitoral do estado devido à pandemia da covid-19. Em seguida, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) pediu ao TSE autorização para fazer a eleição simultaneamente com o pleito municipal.

Além de Carlos Fávaro, Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PL) também são senadores pelo Mato Grosso.