Novo Coronavírus

Brasil União Química espera liberar testes da Sputnik V até próxima semana

União Química espera liberar testes da Sputnik V até próxima semana

Laboratório acredita que bons resultados da vacina na Rússia vão ajudar a acelerar a aprovação no Brasil

Reuters - Brasil
Fundo russo fez parceria com farmacêutica brasileira para produção nacional

Fundo russo fez parceria com farmacêutica brasileira para produção nacional

Ueslei Marcelino/Reuters -02.02.21

A farmacêutica brasileira União Química, que produzirá a vacina russa Sputnik V contra a covid-19, espera obter aprovação regulatória para a condução de testes de fase 3 ainda nesta semana, ou no máximo no início da próxima, disse o presidente-executivo Fernando Marques nesta terça-feira (2).

Leia também: Vacina russa Sputnik V é 91,6% eficaz contra a covid-19

Marques afirmou que os bons resultados verificados em testes de estágio avançado da Sputnik V na Rússia, publicados nesta terça pela revista científica Lancet, vão ajudar a acelerar a aprovação à empresa no Brasil.

Ele espera que a produção tenha início em abril e atinja 8 milhões de doses por mês até maio, para venda no Brasil e em países vizinhos.

Leia também: Conheça detalhes da Sputnik V, vacina usada Argentina

A União Química firmou uma parceria com o RDIF (Fundo Russo de Investimento Direto), detentor dos direitos comerciais da vacina produzida pelo Instituto Gamaleya, para a produção do imunizante no Brasil.

Há, inclusive, uma reserva de 10 milhões de doses do produto para o Brasil, mas que dependem da autorização da Anvisa.

A alternativa seria o registro sanitário, que é definitivo, mas segue um rito mais lento e burocrático do que a autorização de uso emergencial.

Últimas