Brasil Vice-governador do Pará é alvo de mandado de busca e apreensão

Vice-governador do Pará é alvo de mandado de busca e apreensão

PF cumpre 40 mandados contra esquema de fraude de licitações e contratos públicos em 10 municípios do Estado

Operação da PF

Autoridades cumprem 40 mandados

Autoridades cumprem 40 mandados

Divulgação/ Polícia Federal - 12.12.2019

A PF (Polícia Federal) inciou a operação Vissaium na manhã desta quinta-feira (12) para desarticular uma organização criminosa que fraudava licitações e contratos públicos em 10 municípios do Pará. O vice-governador do Pará, Lúcio Vale (PL), é um dos alvos de busca e apreensão. 

As autoridades cumprem 40 mandados, sendo 26 de busca e apreensão, dez de prisão preventiva e quatro de prisão temporária, expedidos pelo Juiz Federal Titular da 4º Vara Criminal Federal de Belém/PA.

As primeiras investigações apontam que o grupo movimentou mais de R$ 39 milhões em recursos públicos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) entre 2010 e 2017. 

Os crimes investigados são participação em organização criminosa, fraude em licitação, fraude em contratos públicos, peculato, corrupção passiva e ativa, além de lavagem de dinheiro. Em caso de condenação, as penas podem ultrapassar os 30 anos de reclusão.

O R7 tenta contato com a defesa de Lúcio Vale. Já o Governo do Estado do Pará alega que os supostos fatos investigados teriam ocorrido entre 2010 e 2017, portanto antes do início do governo e sem relação com a vice-governadoria. O governo também afirma que tem plena confiança no esclarecimento dos fatos e na Justiça.