STF

Brasília Alcolumbre avalia pautar sabatina de Mendonça na próxima semana

Alcolumbre avalia pautar sabatina de Mendonça na próxima semana

Parlamentar tem dito a aliados que decide nos próximos dias sobre situação do indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

André Mendonça, ex-advogado

André Mendonça, ex-advogado

Marcello Casal JrAgência Brasil - 29.04.2020

O senador Davi Alcolumbre, presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, avalia pautar para a próxima semana a sabatina do advogado André Mendonça para uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal). O parlamentar estava irredutível quanto à decisão de segurar a indicação. No entanto, agora tem revelado a aliados que existe uma abertura para chegar a um consenso.

Para que o nome de Mendonça seja votado no plenário da casa legislativa, Alcolumbre precisa levar a indicação à CCJ, requisito previsto pela Constituição para os postulantes à mais alta Corte do país. Ele foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro há quatro meses. No entanto, diante de uma crise entre os Poderes que se desenhou à época, o processo foi travado pelo presidente da comissão.

Nos próximos dias, de acordo com fontes ouvidas pelo R7, o senador decide se a sabatina ocorrerá em meio a um esforço concentrado do Senado para avaliar indicações do governo — marcado para a semana que vem. O parlamentar tem exigido o fim da pressão nas redes sociais e de aliados do Executivo para decidir. 

Uma preocupação é a de que Mendonça pode ainda não ter conquistado votos suficientes para ser aprovado no plenário. Caso a sabatina não ocorra entre 30 de novembro e 2 de dezembro, pode ficar emperrada até 2022, acirrando ainda mais o ano eleitoral. O indicado encontra apoio quase unânime entre os atuais ministros do Supremo. Mendonça visitou gabinetes no Senado nesta terça-feira em busca de apoio. 

Últimas