Brasília Apoiadores de Bolsonaro são autorizados a entrar no Alvorada

Apoiadores de Bolsonaro são autorizados a entrar no Alvorada

Grupo que veio a Brasília para o 7 de Setembro e permaneceu na capital visitou palácio na manhã desta sexta

  • Brasília | Daniel Trevor, da Record TV, e Lucas Nanini, do R7, em Brasília

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que vieram a Brasília para as manifestações de 7 de Setembro foram autorizados a entrar no Palácio da Alvorada na manhã desta sexta-feira (10). Pelo menos 130 pessoas puderam visitar a residência do chefe do Executivo.

A entrada no Palácio da Alvorada é organizada pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI). Por questão de segurança, normalmente entram de 40 a 50 pessoas por dia.

Apoiadores de Bolsonaro em fila para visitar o Palácio da Alvorada, em Brasília

Apoiadores de Bolsonaro em fila para visitar o Palácio da Alvorada, em Brasília

Daniel Trevor/Record TV

Geralmente, a visita acontece depois que o presidente recebe os apoiadores em um espaço dentro do jardim da Alvorada, conhecida como "cercadinho". Na visita desta sexta-feira, uma mulher passou mal. Ela foi atendida pela segurança do palácio.

Existe um forte esquema de segurança para entrar no local. Entre as medidas, está a instalação de portal detector de metais, pelo qual todos os visitantes devem passar.

Apoiadores do presidente no 'cercadinho' do Palácio da Alvorada

Apoiadores do presidente no 'cercadinho' do Palácio da Alvorada

Daniel Trevor/Record TV

Na Esplanada

Outro grupo de manifestantes vindos à capital para o ato no dia da Independência do Brasil permanecia na Esplanada dos Ministérios nesta manhã. Eles negociam a saída do local, que está interditado.

A Secretaria de Segurança Pública do DF estuda estratégias para fazer a retirada dos manifestantes de forma pacífica. A estimava do governo é de que 5 mil pessoas circulam pela Esplanada, em meio a caminhões, trailers e ônibus. Parte dos veículos está no gramado do Teatro Nacional e não pode acessar a via, bloqueada na altura da Catedral Metropolitana.

A região central de Brasília está interditada desde a última segunda-feira (6), quando o grupo começou a chegar para os atos em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em 7 de Setembro. Para o próximo domingo (12), há previsão de novos protestos, desta vez de grupos contrários ao governo.

Últimas